Que moto é essa? #04

Suzuki_GSX-R750_1985

A famosa superesportiva japonesa, Suzuki GSX-R 750, surgiu em 1985 trazendo a tecnologia e o desempenho antes restrito às pistas de corrida para as mãos de motociclistas comuns.

Foi a necessidade de criar uma moto de corrida de até 750 cc, com o desempenho de uma 1.000 cc, que fez nascer em 1985 uma das mais revolucionárias superesportivas de todos os tempos. “Sabíamos que o nosso desafio de criar uma moto de menor capacidade com mais potência era enorme”, relembra Isamu Okamoto, engenheiro de motores da Suzuki na época.

Suzuki_GSX-R750_1985

Anúncio da primeira GSX-R 750

Elogiada pela crítica, a GSX-R 750 marcou época com suas engenhosas soluções técnicas. E é considerada por muitos a primeira motocicleta “Race Replica” moderna, ou seja, uma moto de pista feita para rodar na rua. Ficou conhecida no Brasil pela sigla SRAD, que resumia uma de suas inovações: a injeção direta de ar para o motor presente no modelo desde 1996, ano que começa a fazer sucesso por aqui.

Para atingir o objetivo de projetar uma moto de 750cc com alto desempenho a Suzuki teve de inovar. Criou um quadro berço-duplo perimetral feito em alumínio, o primeiro a equipar uma 750cc, que pesava cerca de 8 kg a menos do que os quadros de aço feitos na época. Optou por um motor de quatro cilindros com refrigeração mista, com o óleo refrigerando as válvulas e cabeçotes, o que o fez ser bem mais leve que os motores com refrigeração líquida. A primeira GSX-R 750, que começou a ser comercializada em março de 1985, pesava apenas 179 kg a seco e produzia 106 cavalos de potência máxima.

A alimentação era feita por carburadores guilhotina, a embreagem contava com acionamento hidráulico, tinha câmbio de seis marchas e a pinça de freio na dianteira tinha quatro pistões opostos para frear ambas as rodas de 18 polegadas. Características encontradas apenas em motos de corrida, o que explica o slogan: “Race-bred technology and performance at an affordable price”.

GSX-R 750 1985 ganhou provas no campeonato de superbike nos Estados Unidos e foi campeã na Inglaterra com nove vitórias em 11 provas. A partir daí, tornou-se o desejo de todo piloto ou motociclista fã de velocidade.

Se hoje há motos de rua praticamente prontas para as pistas, essa evolução das superesportivas modernas começou com a GSX-R 750 de 1985. Uma verdadeira clássica.

  • GSX-R750 1985
@